sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Ao garoto que mudou meu mundo


Se lembra de quando era dia primeiro de junho e ficaríamos frente a frente pela primeira vez?
Fazia frio, e nos abraçávamos casualmente, sem saber que um dia nosso corpo nos imploraria para nos abraçarmos novamente, quando um dia estivéssemos longe um do outro.

Minha vida de repente virou um filme que não quer sair da cena em que nos conhecemos. Foi a melhor parte, porque foi onde e quando tudo começou. Contudo, às vezes conhecemos pessoas que futuramente vamos achar que fosse melhor se nunca a tivéssemos conhecido. Não porque não gostamos delas. Mas sim porque a amamos.
E o fato de você querer e tentar, não indica que sempre irá conseguir. Bem... Eu não consegui esquecer. Resolvi lembrar quando eu quisesse. Porém decidi me lembrar o tempo todo.

Escrevo aqui, porque você me disse que se arrepende de ter me deixado. Leio suas frases, e sei que você está se sentindo sozinho. Não devia se sentir assim. Gosto de viver de lembranças boas quando o presente que vivo me agonia. E você sempre foi minha melhor lembrança, meu melhor em tudo.
Você escolheu me deixar depois de alguns meses. Eu escolhi continuar te amando, apesar de tudo. Sabe por quê? É que nunca ninguém que se mostra tão frio me fez sentir algo tão forte.
Eu estava passando por uma fase complicada, difícil. Mas você apareceu e tudo ficou diferente. Em alguns momentos, tornou-a ainda mais complicada. Só que enormes coisas ruins não tem peso quando colocadas numa balança junto com pequenas coisas maravilhosas que a pessoa que amamos nos fez.

Quanto às escolhas, nem sempre fazemos as certas. Mas aprendemos com elas, e podemos nos arrepender e voltar atrás quando quisermos. Não faz idéia do que eu senti quando depois de outros meses separados, você veio dizer que me ama. Eu sei que você nunca foi de dizer o que sente. E é por isso que senti o que eu senti.
Ainda depois de muito tempo, a saudade continua a mesma de antes, martelando minha alma e fazendo meu coração gritar, implorando por você. Meus olhos, que você tanto gosta, são reféns das lágrimas que deles escorrem.
Você disse que eu te faço falta. Eu sei como você se sente. Estou sentindo o mesmo.
Não se preocupe com o tempo que passou triste. Farei o mesmo, porque em momento algum estivemos sozinhos. Nosso pensamento nos uniu o tempo todo.
Já vai fazer um ano que nos abraçamos pela última vez...
Então... Que tal calar essa solidão inútil num abraço como aquele do dia em que nos conhecemos? Mas dessa vez, necessitadamente e não casualmente. Ficaremos conscientes de que precisamos um do outro para estar bem e não nos sentiremos mais sozinhos.

Da garota que jamais te esqueceu.
............................................
Letícia R.
O que me inspirou:
http://www.youtube.com/watch?v=xz54D1qz8y4&ob=av2e

Um comentário:

  1. lindo texto... de derreter o frio de um coração.

    http://terza-rima.blogspot.com/

    ResponderExcluir