quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Na certeza da incerteza

Muitas vezes fechei os olhos, ou até mesmo os mantive abertos sem piscar, pensando na vida: no que aconteceu, no que estava acontecendo e no que aconteceria.
Em vários momentos desses devaneios, eu quis encontrar uma porta para abrir, entrar e estar de volta no passado. Isso porque minha vida não estava boa no presente em que eu me encontrava. O futuro, por outro lado, deixava-me aflita. Sempre tive medo do que não conhecia, receio de arriscar no desconhecido. E isso tudo me levava a ficar triste, insegura.
Então eu queria voltar no passado não porque achava que ele fosse melhor que meu presente ou achasse que ele sempre seria melhor que meu futuro – que eu nem sabia qual seria. Mas sim porque eu já vivi nele e sabia das coisas que aconteceriam, afinal já aconteceram.
Tudo por medo de correr riscos, de arriscar. Porém já enxergo de outra maneira...


Não devo temer o que não conheço. Tenho que ter coragem e determinação para conhecê-lo. Sim, estou falando do futuro. Se hoje as coisas não andam bem, é ótimo ter o amanhã. Afinal, elas podem melhorar. Se não estão ruins, tenho que aprender a encaminhá-las para que fiquem melhores. E tudo isso, a melhora, tudo, é o futuro que nos possibilita. A questão é saber caminhar. Arriscar e errar não é tão ruim assim quando podemos reparar e não voltar a repetir o erro. É meu novo ponto de vista. No conhecido ou no desconhecido, o melhor é lutar para que tudo fique bem e melhor.
Porque você acaba entendendo que: o fim é belo e incerto, depende de como você vê e de que caminho você escolhe.


#Pauta para Bloínquês

5 comentários:

  1. "O fim é belo e incerto, depende de como você vê "

    Salve Salve O Teatro mágico.
    Eles estão certíssimos..

    E depende mesmo de como a gente enxerga as coisas, por isso, veja a vida de maneira linda :)

    ResponderExcluir
  2. "a fé que vc deposita em vc e só"...
    tuntz tuntz...
    gostei...
    ^^

    ResponderExcluir
  3. A gente nunca vai descobrir o que tem pela frente se não arriscar né? Às vezes me sinto diante de uma encruzilhada, cheia de caminhos para escolher, e apenas permaneço parado tentando descobrir qual é o certo, mesmo que por dentro eu saiba que o caminho certo sou eu quem faço. Preciso dar o primeiro passo, com urgência.

    Bjs =)

    ResponderExcluir
  4. Muito bom, o/
    quanto tempo hem, Feliz Ano Novo. Tudo de bom e continue escrevendo bom assim sempre. abraço!

    ResponderExcluir